Outubro rosa: 62% só farão exame de câncer de mama após a pandemia

A disseminação do novo coronavírus no Brasil fez com que 62% das mulheres parassem de ir ao ginecologista ou ao mastologista. Essa porcentagem sobe para 73% entre as que têm 60 anos ou mais e, portanto, fazem parte do grupo de risco para desenvolver a doença. Elas afirmam que estão esperando o fim da pandemia para retomar as consultas médicas e fazer exames como a mamografia, que permite detectar precocemente o câncer de mama.

Esses dados estão presentes na pesquisa “Câncer de mama: o cuidado com a saúde durante a quarentena”. Participaram 1400 mulheres, a partir dos 20 anos de idade, das classes A, B e C e residentes na cidade de São Paulo, no Distrito Federal e nas regiões metropolitanas de Belém, Porto Alegre, Rio de Janeiro e Recife.

Continue lendo no R7.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

R. Belo Horizonte, 2607 - Alto Alegre, Cascavel - PR, CEP: 85.805-240

Fale Conosco

Fale Conosco

(45) 3036-1000